Sociedade

Cuidado (!), a internet nem sempre diz a verdade

A internet tomou conta do mundo e se tornou uma excelente ferramenta para várias áreas. Todavia, também inspira cuidados, afinal, nem tudo que está lá é verdade.

Para se ter uma ideia de quão grande é a internet, em 2014, quase 3 bilhões de pessoas no mundo já tinham acesso, segundo a ONU, ou seja, quase a metade da população. Se pararmos para pensar a popularização da internet veio a partir dos anos 90, quando desenvolveram o “www”(World Wide Web), a sua expansão é inegável e monstruosa.

Mas, como o foco desse post não é a história da internet, vamos ao que interessa, que é o cuidado que devemos ter com as informações que estão disponíveis na internet.

É comum, principalmente nas redes sociais, a divulgação de informações falsas, as quais são recepcionadas por nós como se se tratasse de uma verdade absoluta.

Um dos exemplos mais banais é o referente ao auxílio-reclusão. Dizem que todos recebem, que o valor é um absurdo, que é inadmissível um preso receber dinheiro do Estado, …

As pessoas leem essas afirmações, assimilam, acreditam que representam a verdade, repassam a informação para outra pessoa, a qual assimilará, acreditará, repassará, …

Aí, está formado o ciclo, em que várias pessoas foram contaminadas pelas inverdades da internet.

Só a título de curiosidade, o auxílio-reclusão tem vários requisitos, dentre eles: o preso deveria estar contribuindo ao INSS quando da prisão, o que é a exceção da exceção, e quem recebe é a família e não o preso.

Outra mentira comum de se ver por aí é relacionada às eleições, no sentido de que se mais da metade dos eleitores votarem nulo tem que ser feita uma nova eleição.

Não é bem por aí, pois anular o voto faz com que ele não seja computado na apuração, haja vista que somente os votos válidos são levados em consideração (vale a leitura de um outro post do blog).

Então, galera, vamos com calma. Ao ter acesso a uma informação, verifique se ela é verdadeira antes de repassá-la adiante, para não dar continuidade a um ciclo de mentiras.

Temos que nos informar, só que corretamente e não com base em informações incorretas.


Gostou do texto? Curta! Basta clicar na estrela que está abaixo do post.

Comente também! Mesmo se não gostou ou não concordou.

Para atingir um resultado maior e melhor, o assunto deve ser debatido e as opiniões trocadas.

Ah! Segue o blog, né?! Sem falar de cadastrar o seu email para receber as nossas atualizações sempre que novos textos forem postados. Basta ir no final da página inicial, clicando aqui, e seguir o passo a passo. É fácil e assim você não perde nenhum post.

Um grande abraço!

Anúncios

14 respostas »

  1. Estava comentando sobre esse assunto a uns dias atrás. A ignorância do povo é imensa. Não só na área da internet, mas também na fala de terceiros.
    “Se o médico falou que eu estou com infecção de urina, então é isso ai. Ele sabe. Não preciso de opiniões diferentes.” “Se a contadora da empresa falou que será feito banco de horas, pouco me importa saber se isso é legal ou não.”
    Muita informação e pouco conhecimento é o caos dessa geração.

    Parabéns pelo post.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Aproveito seu ótimo artigo para acrescentar mais um alerta a seus leitores: JAMAIS considerar a Wikipedia uma fonte segura, já que qualquer um pode alterá-la e o que vc ler vai ser a última versão, não necessariamente correta.
    Sobre isso, um amigo tem uma bela definição: a Wikipedia é como um banheiro público – vc nunca sabe quem foi que usou por último, rs.
    Um forte abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Excelente postagem!
    Infelizmente a sociedade tem sido moldada por essas informações que na grande maioria das vezes são inverdades. Eu mesmo confesso que já cometi esse erro de ler algo, acreditar e sair falando besteiras, mesmo sem consultar outras fontes.
    Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

    • A internet pode ser muito perigosa, não é?! Mentiras são propagadas, acreditamos nelas e consequências mto ruins podem vir disso. Somos nós que temos de filtrar as informações e ajudar a desmentir boatos.
      Um grande abraco

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s