Meu Deus(!), eu vivo do crime!

Não sei vocês, mas eu vivo do crime!


Reclamamos da criminalidade, da sensação de impunidade, da falta de investimento no combate e prevenção ao crime, mas, na realidade, nada é feito, pois dependemos do crime.

Não tinha me dado conta do quanto dependemos dos ilícitos e não é pouco.

Eu mesmo, hoje em dia, sou sustentado pelos “criminosos”, pois se eles não praticassem crimes eu não estaria exercendo a minha atual função.

Consequentemente, o sustento da minha família depende do crime.

Advogados, juizes, promotores, servidores do Judiciário, estagiários, policiais, indústria bélica, empresas de tecnologia, empresas de segurança, policiais, delegados, peritos, …, são alguns daqueles que dependem do alto índice de violência.

Quanto mais crime, melhor.

A quem interessa a baixa nos índices da criminalidade?

Quem quer o fim do tráfico ilícito de drogas?

Onde está aquele que realmente quer que os presídios sejam como deveriam ser?

Quais são os donos das empresas de segurança privada?

Quem presta serviço aos presídios?

Já parou para pensar como é interessante para os fabricantes de celular, por exemplo, que o índice de furtos/roubos de aparelhos celulares aumente?

Celular se tornou descartável. Você compra, a pessoa te rouba e você compra outro. Muitas vezes sequer acabou de pagar as parcelas daquele que foi roubado e já comprou outro (pois não pode ficar sem).

Por qual razão, então, investir na segurança, se “todos” só lucram?

Assim, se acabamos com os crimes, tiramos a renda de um infinito número de pessoas que dependem diretamente deles.

E você acha que a culpa é do menor; ou do usuário de drogas (que “financia” o tráfico); ou do próprio “traficante” da favela; ou do ladrãozinho de celular.

Será mesmo?

Quem realmente ganha com o crime?


Gostou do texto? Curta! Basta clicar na estrela que está abaixo do post.

Comente também! Mesmo se não gostou ou não concordou.

Para atingir um resultado maior e melhor, o assunto deve ser debatido e as opiniões trocadas.

Ah! Segue o blog, né?! Sem falar de cadastrar o seu email para receber as nossas atualizações sempre que novos textos forem postados. Basta ir no final da página inicial, clicando aqui, e seguir o passo a passo. É fácil e assim você não perde nenhum post.

Um grande abraço!

Anúncios

2 comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s