Direito

Por que precisamos da Justiça?

Para entender por que precisamos da Justiça, necessário imaginar um mundo perfeito, onde as pessoas, por meio da caridade, do amor, da igualdade e de outras coisas boas, conseguissem resolver os seus problemas e as suas diferenças.

Um lugar onde todos os tipos de problemas existentes entre os indivíduos fossem resolvidos por esses próprios indivíduos, sem a necessidade da interferência de uma terceira pessoa.

Pois bem, nesse lugar, em tese, não há a necessidade da Justiça, pois todas as questões são resolvidas por seus envolvidos.

Agora, veja a nossa realidade, em que as pessoas, sem conseguir resolver suas diferenças, têm a necessidade de apelar para que um terceiro (Judiciário) interfira e diga qual a solução ideal para os problemas suportados por essas pessoas.

Isso acontece em todas as áreas, cível, criminal, trabalhista, …

Não acordamos quanto ao valor da pensão alimentícia, aos termos do divórcio, aos direitos e deveres dos contratantes, aos danos causados/suportados e, por isso, pedimos ajuda para que uma pessoa que não nos conhece e não terá acesso à realidade fática decida nossas vidas.

Somente acionamos a Justiça por não conseguirmos resolver os nossos problemas nós mesmos.

E sabe qual o problema disso tudo? Ao deixarmos que terceiros decidam o que é certo e o que é errado, transferimos a eles o poder de definir questões importantes da nossa vida, damos a eles o direito de dizer o que é melhor pra gente, mesmo que não seja o que efetivamente é melhor.

No momento em que acionamos a Justiça e levamos a ela um problema, lhe concedemos a chance de decidir nosso futuro e não podemos reclamar daquilo que é decidido.

Ou você acha que uma pessoa, analisando documentos e outras provas, consegue realmente extrair a verdade dos fatos? Que por meio de uma ação judicial, uma terceira pessoa, que não sabe quem são as partes, não sabe os meandros da situação, consiga ser realmente justa?

No Direito não basta alegar, tem que provar. E se não provar? Se não provar, não existe e não será abarcado pela Justiça.

Esse é um dos fatores que levam a Justiça a ter tantos problemas, não damos conta dos nossos e transferimos a ela  a solução.

Portanto, caso não queira que outra pessoa decida o que é melhor pra você, resolva os seus próprios problemas.


Gostou do texto? Curta! Basta clicar na estrela que está abaixo do post.

Comente também! Mesmo se não gostou ou não concordou.

Para atingir um resultado maior e melhor, o assunto deve ser debatido e as opiniões trocadas.

Ah! Segue o blog, né?! Sem falar de cadastrar o seu email para receber as nossas atualizações sempre que novos textos forem postados, assim como seguir o blog no wordpress e no twitter, além de curtir nossa página no facebook.

É fácil e assim você não perde nenhum post.

Um grande abraço!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s