A esquerdização de todos os discursos

Um grupo de pessoas conversava sobre política, direitos, ideais, dentre outros assuntos semelhantes.

Enquanto uns bradavam que a melhora do país estava no endurecimento das leis penais, com tratamento mais severo a quem comete crimes, alguém diz:

– Isso tudo que vocês estão dizendo não resolve o problema, só atua na consequência e não na causa. O ideal é construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; sem falar de promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Mal deu tempo de terminar a fala e todos já passaram a estigmatizar e a menosprezar a sua fala, dizendo que ele não passava de um “esquerdopata”, “esquerdista”, “socialista”, “comunista”, “defensor dos direitos dos manos”, …

Calmamente, sem se deixar abalar pela raiva alheia, disse:

– Gente, não é nada disso. Só estou afirmando que é preciso dar cumprimento a nossa Constituição Federal. Tudo o que eu disse está contido no seu artigo 3° e são objetivos fundamentais do Brasil.


Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II – garantir o desenvolvimento nacional;

III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.


Esse texto é só para chamar a atenção para o fato de que buscar a efetivação dos nossos direitos não tem relação com um “lado” político.


Você escreve ou quer começar a escrever textos jurídicos que se enquadram no perfil do blog? Mande um email para pedromaganem@gmail.com e vamos mudar paradigmas!

LEIA TAMBÉM:  Como funciona a contagem de prazo após a disponibilização no Diário da Justiça? E o que diz o novo CPC?

Gostou do texto? Curta! Basta clicar na estrela que está abaixo do post.

Comente também! Mesmo se não gostou ou não concordou. Para atingir um resultado maior e melhor, o assunto deve ser debatido e as opiniões trocadas.

Ah! Segue o blog, tanto no WordPress, quanto nas redes sociais. Sem falar de cadastrar o seu e-mail para receber as nossas atualizações sempre que novos textos forem postados. Para tanto, basta seguir o passo a passo que está na página inicial. É rápido e fácil e assim você não perde nenhum post.

Um grande abraço!

Anúncios

2 comentários

O que achou do post? Deixe seu comentário aqui: