Diferença entre “criminoso rico” X “criminoso pobre”

Há diferença de tratamento entre criminosos (ricos e pobres)? Não deveria, pois todos são infratores da lei, mas não é o que ocorre. Mais um dia está prestes a acabar e, como sempre, passeio por alguns sites de notícias para saber quais são as “novidades”. Em um determinado portal, são três as notícias principais: uma sobreContinuar lendo “Diferença entre “criminoso rico” X “criminoso pobre””

A mídia, os seus desserviços e a incitação ao crescimento da criminalidade

Vivemos numa época em que o controle da opinião pública e, consequentemente, do rumo do país está nas mãos da mídia, da publicidade, a qual, na realidade, presta desserviços à sociedade, tendo, inclusive, responsabilidade pelo aumento da criminalidade. Estereótipos são criados, gostos alterados, hábitos mudados, tudo conforme a vontade daqueles que controlam as informações. SeContinuar lendo “A mídia, os seus desserviços e a incitação ao crescimento da criminalidade”

A “impunidade” é necessariamente decorrente de leis fracas?

Ouço falar a todo o momento que o Brasil é o país da impunidade; que as leis são fracas; que bandido não vai para a cadeia; que a pessoa é presa e logo em seguida é solta; que a sensação de impunidade só cresce; … A sociedade, ao que tudo indica, está repetindo esse discurso  doContinuar lendo “A “impunidade” é necessariamente decorrente de leis fracas?”

Por que ainda temos que expor publicamente uma pessoa acusada de praticar um crime?

Sabe-se lá por qual motivo cresce a necessidade de expor publicamente o nome de uma pessoa acusada de praticar um crime. Um dia desses  ouvia uma rádio de notícias muito famosa nacionalmente e a repórter informava que alguns postos de combustíveis e pessoas físicas foram condenados pelo Tribunal do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica),Continuar lendo “Por que ainda temos que expor publicamente uma pessoa acusada de praticar um crime?”

A responsabilidade da TV pelo aumento da criminalidade

Independente do horário ou do dia, da cidade ou do Estado, nossos telejornais (locais ou nacionais) são verdadeiros repositórios de notícias ruins – crimes, mortes, acidentes, tragédias, … São raros os momentos em que não vemos a propagação do ódio entre pessoas. Talvez isso só ocorra na hora de apresentar a previsão do tempo, ouContinuar lendo “A responsabilidade da TV pelo aumento da criminalidade”