A responsabilidade da TV pelo aumento da criminalidade

Independente do horário ou do dia, da cidade ou do Estado, nossos telejornais (locais ou nacionais) são verdadeiros repositórios de notícias ruins – crimes, mortes, acidentes, tragédias, … São raros os momentos em que não vemos a propagação do ódio entre pessoas. Talvez isso só ocorra na hora de apresentar a previsão do tempo, ouContinuar lendo “A responsabilidade da TV pelo aumento da criminalidade”

Putz, bati de carro! E agora, o que fazer?

Uma das coisas que mais vemos no trânsito é acidente automobilístico. Diariamente são veiculadas inúmeras notícias relacionadas às diversas colisões que acontecem. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal, no ano de 2014 foram registrados quase 170 mil acidentes (logicamente, relacionados aos acidentes nas rodovias federais e que foram registrados – sem falar daqueles que nãoContinuar lendo “Putz, bati de carro! E agora, o que fazer?”

Como explicar a seletividade penal?

Muitas pessoas discutem o assunto da seletividade penal, afirmando que essa história de que a maior parte das pessoas presas é composta de negros e pobres é mentira e que não podemos afirmar que os nossos policiais e a nossa Justiça sejam preconceituosos. Mas será que a seletividade penal mais ocorre no momento da abordagemContinuar lendo “Como explicar a seletividade penal?”

A crise, antes de coletiva, é individual

Estamos em um momento complicado, é inegável. Mas não podemos responsabilizar o todo, antes de responsabilizarmos a nós mesmos. Todas as falhas (éticas, morais, profissionais, administrativas,…) que diariamente ocorrem são reflexos das nossas falhas individuais. Reclamamos dos políticos, do juiz, do promotor, dos policiais, dentre outros, mas quando estamos em situações parecidas com as quaisContinuar lendo “A crise, antes de coletiva, é individual”

A Audiência de Custódia e a humanização da Justiça

Uma das maiores dificuldades que temos é conseguir harmonizar as leis com a realidade. A legislação, muitas vezes, está distante do que vivemos, fazendo com que o seu texto não represente o que acontece na prática. Inclusive, esse desencontro (entre a legislação e a realidade) pode ser verificado no caso das prisões. Segundo o CódigoContinuar lendo “A Audiência de Custódia e a humanização da Justiça”